terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Charneca da Caparica 2-5 C.R.I. (Juvenis)

20ª Jornada do Campeonato Distrital de Juvenis 2 ª Divisão Serie A

A equipa do Cri Alinhou com:
Miguel Santana (gr.); André Viegas; Fábio Cartaxo; José Pedro (Cap.) e Victor Mendes; Sérgio Belfo; David Silva; Luís Trevas e João Caiado; Juelmer Gomes e Carlos Neves.
Como Suplentes:
Diogo Nora; André Féria; Pedro Fernandes; Diogo Faísca e Tiago Varandas.

Manhã de Domingo com muito vento e chuva, a equipa de Alhos Vedros deslocava-se ao Charneca da Caparica para um jogo que se previa muito complicado, o Charneca tinha ganho na 1ª volta, a única derrota até esta altura do CRI em casa.


Com condições climatéricas muito adversas a equipa de Alhos Vedros a favor do vento na 1ª parte, iniciou o jogo a pressionar o adversário e logo aos 5 minutos na sequência de um pontapé de canto Fábio Cartaxo de cabeça atira sobre a barra.

A equipa de Alhos Vedros não deixava a equipa do Charneca sair do seu meio campo com uma pressão alta não deixava a equipa da casa pensar o jogo.
Aos 9 minutos numa boa jogada Juelmer Gomes isola-se e marca o 1º golo para a equipa do CRI.
Aos 11 minutos Carlos Neves perde uma boa oportunidade para marcar o 2º golo.
Aos 12 minutos Juelmer Gomes consegue uma recuperação de bola junto á área do Charneca, dribla dois adversário e remata para o 2º golo do jogo para a equipa do CRI.
17 Minutos cartão amarelo para José Pedro, por protestar uma entrada faltosa de um adversário.
18 minutos Fábio Cartaxo na marcação de um livre a meio campo obriga o guarda redes adversários a efectuar uma grande defesa.
O jogo têm os primeiros 20 minutos com grande intensidade, com um terreno pesado e com muito vento.

A partir dos 20 minutos a equipa do CRI diminuiu a intensidade e começou a permitir que a equipa da casa chegasse perto da baliza de Miguel Santana.
Continuando com o domínio total do jogo aos 38 minutos na sequência da marcação de mais um canto Fábio Cartaxo de cabeça marca o 3º golo para o CRI.

Resultado ao Intervalo:
Charneca da Caparica 0 – CRI 3

Para a 2ª parte entra Tiago Varandas para o lugar de Sérgio Belfo.

A equipa do Charneca efectua 4 alterações para o início da 2ª parte, com as condições climatéricas a piorarem o vento mais forte e com chuva, a equipa da casa entrou disposta a alterar o rumo do jogo.

Aos 45 minutos na sequência de um canto, uma bola que não apresentava perigo mas que ao bater no chão ressalta para o braço de José Pedro, com o árbitro a marcar grande penalidade.
Na conversão a equipa do Charneca vai reduzir a desvantagem.
Aos 46 minutos cartão amarelo para Juelmer Gomes.

A equipa do CRI neste inicio de 2º parte e com o golo da equipa da casa mostrou alguma intranquilidade, permitindo um maior ascendente da equipa da casa.
Aos 50 minutos Juelmer Gomes e Tiago Varandas falharam por duas vezes a possibilidade de marcarem o 4º golo para o CRI, traídos pela água existente na área do Charneca.
Como quem não marca sofre a equipa do Charneca vai aos 52 minutos marcar o seu 2º golo, colocando o resultado em 2-3, quando faltavam 28 minutos para acabar o jogo.

Aos 55 minutos saiu Carlos Neves entrou Diogo Faísca, com esta alteração a equipa de Alhos Vedros equilibra o jogo a meio campo e volta ao comando do jogo. Com jogadas rápidas pelo lado esquerdo com João Caiado e Victor Mendes em muito bom plano, voltam a levar perigo junto á área do Charneca. Num desses rápidos ataques João Caiado cruza para a grande área onde aparece Juelmer Gomes a sofrer falta, grande penalidade assinalada pelo árbitro.
Na conversão Luís Trevas marca o 4º golo para a equipa do CRI estavam decorridos 67 minutos de jogo.
A partir desta altura a equipa da casa quebrou e permitiu ao CRI um final de jogo mais descansado.
Aos 78 minutos saiu João Caiado e entrou Diogo Nora.
Aos 80 minutos lançamento longo para Juelmer Gomes, que se isola e marca o 5º golo para o CRI e o seu 3º golo no jogo. De seguida o árbitro dá por concluído o jogo.

Grande exibição da equipa do CRI que demonstrou uma enorme vontade para vencer este jogo, respeitando o adversário uma boa equipa que se empenhou e nunca se deu por vencida, desta forma se justifica os 7 golos num jogo jogado em condições climatéricas adversas muito vento e chuva (o jogo seguinte foi adiado devido á falta de condições do campo).


A equipa do CRI encarou este jogo com grande espírito de equipa mostrando em campo uma grande solidariedade entre todos os jogadores, mesmo quando o Charneca reduziu para 2-3, a equipa manteve-se coesa e logo de seguida voltou a comandar o jogo e a ampliar a vantagem.

No próximo domingo o CRI recebe em casa o 1º classificado o Seixal, mais um jogo extremamente difícil, mas se manterem o mesmo espírito de grupo terão condições para vencer.
Aos adeptos e amigos do CRI venham Domingo dia 20-02-2011 ás 10.30 h, ao Complexo Desportivo do Vale da Amoreira, apoiar estes jovens.

Texto: JF

Reacções:

0 COMENTÁRIOS: