quinta-feira, 18 de julho de 2013

Indefectíveis querem ser a maior referência do futsal no distrito de Setúbal



António Santos presidente dos Indefectíveis em entrevista ao DIÁRIO DA REGIÃO

“ Queremos tornar-nos na maior referência do futsal no distrito Setúbal”
Fundado no dia 03/06/2000, o clube de Alhos Vedros tem no seu palmarés um título de campeão da 2ª divisão distrital na época 2005/2006, e um título de campeão distrital da 1ª divisão na época 2010/2011. Os Indefectíveis participaram assim, pela segunda vez no seu historial, no campeonato nacional da 3ª divisão em Futsal. Uma época 2012/2013 extraordinária culminada com o título de vice-campeões, que pode dar acesso ao campeonato nacional da 2ª divisão na próxima época 2013/2014. Um feito que deixou o presidente dos Indefectíveis, António Santos, orgulhoso do desempenho do seu clube, que se afirma cada vez mais no panorama do futsal nacional. Em entrevista ao DIÁRIO DA REGIÃO, António Santos aborda o actual momento do seu clube e perspectiva o futuro:



Qual o balanço destas duas épocas nos nacionais?

António Santos – Na época 2011/2012, fizemos a estreia no campeonato nacional da 3ª divisão. Foi um ano de adaptação a uma nova realidade a nível competitivo, dada a maior qualidade dos adversários. Fizemos um campeonato interessante, onde terminámos no 4º lugar, que nos soube a pouco dada a perca de pontos derivada da nossa inexperiência. Pela 1ª vez participámos na Taça de Portugal, onde caímos na 2ª eliminatória frente a uma equipa da 2ª divisão nacional. Uma época que superou as nossas expectativas. Na época passada os nossos objectivos passavam por atingir rapidamente a manutenção. Com um plantel maioritariamente constituído por jogadores da época anterior, reforçámo-nos com jogadores jovens. A nível financeiro não havia possibilidades para mais. Na Taça de Portugal voltámos a cair na 2ª eliminatória frente ao histórico Loures. Entrámos bem no campeonato e no final da 1ª volta ocupávamos a 4ª posição. Na 2ª volta e já com maior disponibilidade do plantel na questão dos treinos, e com dois novos reforços, a equipa embalou para uma 2ª volta de qualidade conquistando 31 pontos, que se traduziram na conquista do 2º lugar e no título de vice-campeões. Ficámos a 8 pontos do campeão Fonsecas e Calçada, a quem vencemos os dois jogos. Perdemos 11 pontos com equipas do fundo da tabela, sendo que três dessas equipas acabariam por descer de divisão. O 2º lugar acaba por nos saber a pouco, pois no cômputo geral podíamos ter ido mais longe e quiçá conquistado o título.


Um 2º lugar e um titulo de vice-campeões que pode dar acesso á subida ao nacional da 2ª divisão?
Nas cinco séries do campeonato nacional da 3ª divisão (quatro do continente e uma dos Açores), os Indefectíveis foram os melhores segundos classificados, o que nos abre perspectivas de uma provável subida á 2ª divisão nacional de Futsal da próxima época. A acontecer será um feito histórico para o desporto do nosso concelho.


A participação no Nacional da 3ª divisão tem implicado um aumento de despesas?

A conjuntura económica-financeira do país, o aumento do desemprego, a falência de empresas da nossa região, tem afectado os Indefectíveis. Houve uma redução das receitas, o que nos obrigou a uma forte contenção nas despesas. Temos procurado arranjar soluções através de várias iniciativas visando a angariação de fundos para fazer-mos face a essas mesmas despesas.


Sem alguns apoios importantes era impossível a sobrevivência dos Indefectíveis?

Não quero deixar passar em claro o nosso agradecimento á Câmara Municipal da Moita, pela cedência do pavilhão José Afonso em Alhos Vedros, para treinar-mos e jogar-mos, e pela cedência do autocarro camarário para as deslocações, sobretudo ao Algarve. Queremos também agradecer a todos aqueles que continuam a apoiar e a acreditar no nosso projecto (patrocinadores e mecenas).


Na actualidade é um presidente satisfeito com o momento dos Indefectíveis?

Como presidente sinto-me orgulhoso com a época realizada, onde atingimos a melhor classificação de sempre. Temos como ambição desde que iniciámos este projecto em 2005, transformar os Indefectíveis na maior referência do futsal no distrito de Setúbal. Para isso, temos que apostar no reforço da nossa formação, no aumento do nº de atletas e nº de escalões. Na próxima época iremos ter os seguintes escalões: Juniores Masculinos, Juniores Femininos, Juvenis Masculinos, Iniciados e Benjamins. No total os Indefectíveis movimentam cerca de 120 atletas nos vários escalões.

Como está a ser preparada a nova época?

O Ricardo Fernandes vai continuar como treinador principal o que será a sua 7ª época no comando técnico da equipa dos Indefectíveis. O plantel vai ser formado a pensar na possível subida de divisão. A estrutura base vai manter-se, a qual já vem de longa data. Quanto a novos jogadores, pensamos como é lógico, reforçarmo-nos com jogadores que possam trazer uma mais-valia á equipa. Caso não aconteça a subida á 2ª divisão, iremos lutar na próxima época pelos três primeiros lugares do nacional da 3ª divisão, os quais darão acesso ao nacional da 2ª divisão na época 2014/2015, dada a reestruturação dos campeonatos, em que á semelhança do que aconteceu no futebol, a 3ª divisão acabará.

JOÃO FERNANDES - DIÁRIO DA REGIÃO

Reacções:

0 COMENTÁRIOS: