quinta-feira, 18 de março de 2010

C.R.I. 3-1 GDR Portugal"B" (Iniciados)

Jogo: Campeonato Distrital da 2ª Divisão da A.F.Setúbal - Série "B"
Data/Hora:14/03/2010 - 11:00h

Tempo: Sol, +ou- 17º
Assistência: Muitos papás, amigos e algumas namoradas.

Equipas:
Clube Recreio e Instrução:
Pedro Gomes, João Abrantes, André Costa, Jorge Beira(Cap.) e Diogo Nora; Bruno Romão, João Caiado, Lucas Ferraz, e Tiago Gracinda; Tiago Santos e Miguel Marques.
Suplentes: Rui Antunes, Tiago Silva, Ruben Ferreira, André Carvalho, Luís Rodrigues, Pedro Alves e Eric Esteves.

GDR Portugal "B"
Ruben Gonçalves, Tiago Rijo, Nicandro Anderlino, Adulai Siedi e Martim Vaz; João Nascimento, Erico Belmonte e Samuel Danfa; Rafael Vaz, Felipe Silva e Patrick Silva.
Suplentes: Iuri Nascimento, Bruno Arrulo, Miguel Ribeiro, Filipe Santos, Hernâni Aguiar.

Resumo:

Jogo aguardado com elevada espectativa pelo facto de que uma vitória do C.R.I. permitiria (a uma jornada do final) a passagem da equipa de Alhos Vedros à 2ª fase da competição e a consequente possibilidade de lutar por uma vaga na luta pela subida à 1ª Divisão Distrital.
Frente a frente duas equipas que partilham o mesmo sintético ao Domingo, de 15 em 15 dias. De um lado, um dos mais novos, se não o mais novo treinador da prova, Daniel Honório por parte do GDR Portugal "B" e um dos mais velhos, se não o mais velho, Orlando Júlio ("canhoto") no lado do Clube Recreio e Instrução.


O jogo começou com grande velocidade e logo no 1º Minuto, através da marcação de um pontapé livre, Pedro Gomes, o guarda-redes de Alhos Vedros faz boa defesa. Passaram 2 minutos sobre este lance e Tiago Santos faz golo ao aproveitar um lançamento longo do seu meio campo. 1-0 para o C.R.I.

Passaram mais 4 minutos, e num rápido contra-ataque o Desportivo quase marca também, não fosse a intervenção de Pedro, que fica lesionado e precisa de assistência. Pouco depois após a marcação de um pontapé de canto aparece Miguel Marques com um potente remate que sai por cima da baliza de Ruben.

O jogo continua muito emotivo e aos 10 minutos, Miguel Marques aproveita uma falha do defesa esquerdo do Desportivo e num remate à meia volta faz 2-0.
O C.R.I está por cima, dois minutos depois, Tiago Santos arranca na direcção da baliza contrária, sofre falta e na cobrança, Miguel Marques acerta na trave, com o GR adversário completamente batido.
Após mais um remate do C.R.I.(14 Min) que sai por alto, o Desportivo começa a equilibrar o jogo. O C.R.I. abranda o ritmo.
Sensivelmente por volta dos 20 minutos de jogo, num contra-ataque (de novo) conduzido pelo jovem mais baixo e mais novo em campo, Felipe Silva (ainda tem idade de infantil) que serve Patrick Silva da melhor maneira, este faz golo e coloca o resultado em 2-1.
O jogo fica ainda mais equilibrado, o C.R.I. parece acusar o golo, e começa a errar alguns passes, perde o ímpeto inicial e o jogo entra numa fase menos agradável.
Passam 10 minutos e através de Tiago Santos num remate dentro da área consegue chegar ao 3-1 antes do intervalo. Nesta fase e após grande jogada individual de Tiago Gracinda, T.Santos ainda faz golo, mas foi assinalado fora de jogo.

Na 2ª parte, o jogo foi completamente diferente, mais calmo e tático.
Aos 7 minutos, Tiago Santos quase marca, mas lesiona-se no lance. A partir daqui fica condicionado e 15 minutos depois, após nova pancada no pé tem mesmo que sair. O ataque do CRI nesta altura fica entregue a Miguel Marques, que com os seus arranques causa alguns problemas à defesa dos jovens comandados por Honório.
O jogo fica equilibrado, a frescura física já não é tanta, o sol aperta e o jogo baixa de ritmo. A defesa do C.R.I. liderada por Daniel Beira impõe-se claramente ao ataque bem organizado do Desportivo, o resultado interessa à equipa de Alhos Vedros e "Mister Canhoto" joga pelo seguro, não é preciso arriscar muito.
Nesta fase do jogo, foi agradável observar a qualidade técnica de Luís Rodrigues(C.R.I.), que entrou no jogo e de Felipe Silva (GDR Portugal).

No final o CRI conseguiu o objectivo, que era a vitória e o apuramento para a 2º fase da prova, ao que julgo, feito único no historial do clube.
O GDR Portugal revela capacidade de organização. A criação desta equipa de iniciados de 1º ano tem em vista a preparação da próxima época 2010/2011, para que, na eventualidade da sua equipa "A" conseguir subir aos campeonatos nacionais (está em 1ºlugar na 1ªDivisão), o clube seja representado de forma digna.
No Desportivo, destaque para a técnica de Felipe Silva e para a mobilidade do seu avançado Patrick Silva. O destaque maior é o seu jogo colectivo.
Destaques no C.R.I. para a velocidade de Miguel Marques e de Tiago Santos, dois jovens influentes no tipo de jogo da sua equipa e que arriscam rematar assim que avistam a baliza, o que é sempre agradável. Daniel Beira, o capitão pela sua qualidade defensiva e Tiago Gracinda pela força e atitude na disputa de cada lance.
A equipa de arbitragem liderada por Fábio Sequeira esteve em bom nível.

Reacções:

0 COMENTÁRIOS: