domingo, 9 de outubro de 2011

Vasco da Gama 3-2 C.R.I. (Juniores)

CAMPEONATO DISTRITAL DE JUNIORES DA 2ª DIVISÃO
Vasco da Gama de Sines X CRI
Após um ano de interregno o CRI volta a ter uma equipa de Juniores a competir na 2ª Divisão Distrital.
A equipa do CRI alinhou com: Bruno Morgado (Gr.); Ricardo Garcia; José Pedro (Cap.); Luis Barbosa e Rui Pita; Sergiu Tasnicenco; Tiago Poupinha; Raul Martins e Samuel Luz; Fábio Cartaxo e Bruno Duarte
Suplentes: Tiago Ramos (Gr.); Sérgio Belfo; João Mourão; Diogo Faísca; Luís Trevas e Flávio Catela.

Com uma viagem até Sines algo atribulada o que obrigou a equipa a entrar em jogo praticamente sem aquecimento, a equipa de Alhos Vedros entrou no jogo demonstrando algum receio e logo aos 5 minutos vai sofrer o primeiro golo.
A equipa do CRI reagiu muito bem ao golo sofrido e a partir desta altura despertou para o jogo e aos 8 minutos numa excelente jogada individual de Samuel Luz que ganha uma bola a meio campo e consegue passar por 4 adversários e marcar o golo do empate do CRI.
A partir desta altura o jogo entrou numa toada de equilíbrio, com a equipa de Sines com maior ascendente mas sem levar perigo à baliza de Bruno Morgado.

Ao intervalo: Vasco da Gama de Sines 1 – CRI 1
A 2ª parte do jogo trouxe uma equipa do CRI mais atrevida e com maior domínio sobre o Jogo.
Aos 57 minutos saiu Sérgio Tasnicenco e entrou Luis Trevas.
Por esta altura a equipa de Alhos Vedros comandava o jogo e aos 17 minutos Raul Martins com um lançamento de linha lateral, coloca a bola na área onde aparece Fábio Cartaxo de cabeça a fazer o 2º golo da equipa do CRI.
Em vantagem a equipa do CRI controla por completo o jogo e por mais do que uma vez em lances rápidos de contra ataque poderia ter ampliado a vantagem.
Aos 70 minutos cartão amarelo para Tiago Poupinha.
Aos 74 minutos cartão amarelo para Bruno Duarte.
Aos 78 minutos a reviravolta na partida, numa jogada rápida do ataque da equipa de Sines, descaído pelo lado esquerdo aparece um seu jogador isolado na área com Bruno Morgado a sair da baliza rapidamente e a chutar a bola para fora, com o avançado da equipa da casa a provocar o contacto e a cair, o arbitro de frente para o lance a mandar jogar, no entanto o arbitro auxiliar injustificadamente a assinalar grande penalidade, que o jogador da equipa da casa converteu e restabeleceu a igualdade.
Aos 80 minutos cartão amarelo para Luis Trevas.
A equipa do CRI com a marcação injusta do penalty desconcentrou-se e permitiu nque a equipa da casa acredita-se que poderia ganhar o jogo.
Aos 88 minutos após a marcação de um pontapé de canto a equipa da casa vai chegar á vantagem.
Aos 89 minutos entraram Sérgio Belfo e Diogo Faísca, para os lugares de Tiago Poupinha e Bruno Duarte.
São dados 5 minutos de compensação, a equipa de Alhos tenta a todo o custo chegar  á igualdade e nos últimos instantes da partida consegue um livre directo muito perigoso á entrada da área que Luís Trevas marca mas a bola saiu ligeiramente acima do poste.

Resultado injusto para a equipa do CRI, que merecia um resultado positivo pelo que fizeram em campo, mas infelizmente uma decisão errada do árbitro auxiliar pós em causa o resultado.
A grande penalidade marcada contra o CRI é um erro que não se justifica o guarda redes do CRI chega primeiro á bola , afasta-a para fora e só depois é que o jogador do Vasco da Gama provoca o choque , estamos perante um erro técnico do auxiliar.
De realçar que o trabalho do arbitro principal nesta partida foi excelente, no entanto acabou por ficar manchado com a marcação do penalty.

Texto: JF

Reacções:

1 COMENTÁRIOS:

Este comentário foi removido pelo autor.