quinta-feira, 10 de março de 2011

Trafaria 2-1 C.R.I. (Juvenis)

 23ª Jornada do Campeonato Distrital de Juvenis 2 ª Divisão Serie A
A equipa do CRI Alinhou com :
Miguel Santana (gr.); André Viegas; Fábio Cartaxo; Jorge Beira e Victor Mendes ; Tiago Varandas; David Silva; José Pedro (cap.) e João Caiado; Tiago Santos e Carlos Neves.
Como Suplentes: André Féria; André Torres; Diogo Nora; Sérgio Belfo; Luís Rodrigues e Juelmer Gomes.

Tarde de Sábado com muito vento a equipa de Alhos Vedros deslocava-se ao terreno do 2º classificado, o CF Trafaria. Em caso de vitória o CRI ainda poderia chegar ao 2º lugar e atingir a 2ª fase da prova.
Na equipa de Alhos Vedros uma baixa importante Luís Trevas, lesionado com uma entorse.

O Clube Recreio e Instrução entrou melhor no jogo e aos 5 minutos após a marcação de um livre a meio campo por intermédio de Fábio Cartaxo um defesa do Trafaria desvia levando a bola a bater na barra com o guarda redes batido, na marcação do pontapé de canto José Pedro aparece sozinho a cabecear por cima da barra excelente oportunidade para marcar.

Não estando a ser um jogo bem disputado mas era a equipa visitante que mandava no jogo até que, aos 9 minutos numa jogada esquisita de ataque com um jogador do Trafaria a rematar fora da área a bola bate noutro jogador e traiu Miguel Santana, na primeira vez que o Trafaria foi perto da área do CRI marcou.
Com o golo sofrido a equipa de Alhos Vedros ficou nervosa e começou a permitir que o Trafaria tivesse maior ascendência no jogo.
Aos 20 minutos o árbitro transforma uma falta sobre André Viegas numa falta contra o CRI, um livre lateral que na sua conversão dá origem ao 2º golo da Trafaria.
Com a marcação do 2º golo a equipa do CRI desorientou-se e permitiu o controlo do jogo pela equipa da casa.
Aos 25 minutos cartão amarelo para Tiago Santos.
Até ao intervalo assistiu-se a um jogo muito feio pelas duas equipas, com a bola a andar muito pelo ar.
Ao intervalo: Trafaria 2-0 CRI
Para a 2ª parte entraram André Torres e Juelmer Gomes para os lugares de Tiago Varandas e Tiago Santos.
A equipa do CRI regressou para a 2ª parte com o objectivo de dar a volta ao jogo e logo aos 42 minutos Carlos Neves rouba a bola a um defesa contrário isola-se sobre o lado direito e remata cruzado levando a bola a sair rente ao poste.
A equipa de Alhos Vedros instala-se no meio campo da Trafaria, sendo os jogadores do CRI só travados com o recurso a faltas que a equipa de arbitragem por vezes a não marcar e a não advertir como devia ser, os jogadores da casa.
Aos 5 minutos José Pedro ganha uma bola junto à área, sofre uma falta que o arbitro não marca volta a sofrer outra que é marcada. Livre directo, na conversão Fábio Cartaxo leva a bola a bater no ângulo superior direito da baliza do Trafaria, grande azar para a equipa do CRI que já merecia ter reduzido a desvantagem no marcador.
O jogo só mantém uma tendência a equipa de Alhos Vedros manda por completo no jogo.
Aos 65 minutos saiu Jorge Beira e entrou Sérgio Belfo, com esta alteração a equipa do CRI passa a jogar com 3 defesas.
Aos 66 minutos João Caiado consegue fugir pela esquerda, entra na área e remata por cima da barra, mais uma oportunidade de golo falhada. Aos 67 minutos cartão amarelo para André Torres. Aos 70 minutos saiu João Caiado e entrou Diogo Nora.

A equipa de Alhos Vedros tenta o tudo ou nada, no entanto a equipa de arbitragem vai fazendo vista grossa a algumas faltas e perdoa a expulsão ao avançado da casa que já com amarelo e depois do arbitro assinalar fora de jogo resolve rematar para a baliza.
Aos 75 minutos após a marcação de um canto André Viegas ao 2º poste marca o golo do CRI.
Aos 76 minutos saiu David Silva e entra Luís Rodrigues, com a equipa da casa a perder tempo deliberadamente o árbitro ainda perdoa a expulsão a um jogador da casa por tentativa de agressão a um jogador do CRI.
Aos 80 minutos Juelmer Gomes consegue à entrada da área rematar obrigando o guarda-redes da Trafaria a efectuar uma excelente defesa.
Os últimos minutos de jogo foram jogados perto da área do Trafaria com estes a tirarem as bolas de qualquer maneira.
 
Por aquilo que se passou em campo o resultado é injusto para a equipa do CRI, a primeira parte foi muito mal jogada pelas duas equipas.
A equipa do Trafaria não criou uma única oportunidade de golo, marcou dois golos um de bola parada com a ajuda do vento e outro um desvio de bola que traiu o guarda-redes.
A equipa do CRI efectuou uma boa segunda parte tendo criado situações para no mínimo empatar o jogo.
Uma arbitragem habilidosa para não dizer outra coisa, não utilizou os mesmos critérios para as duas equipas, perdoou no mínimo duas expulsões ao Trafaria, permitiu desde o inicio do jogo que a reposição de bolas em jogo demorassem uma eternidade sem nunca ter chamado a atenção ou efectuado qualquer advertência, no final deu 4 minutos de compensação e nem metade deixou jogar.

Uma pequena observação para a nomeação das equipas de arbitragem, para os jogos que o CRI disputou fora de casa com candidatos à 2ª fase (Seixal, Arrentela e Trafaria), foi sempre nomeada a mesma equipa de arbitragem com a troca de um elemento neste ultimo jogo, com critérios de arbitragem que prejudicaram a equipa de Alhos Vedros nestes 3 jogos.

Texto: JF

Reacções:

0 COMENTÁRIOS: