quinta-feira, 3 de junho de 2010

C.R.I. 0-4 V.Gama (Iniciados)

Jogo marcado para as 11h de uma 5ªFeira (feriado) com muito calor. 
Com o C.R.I. já fora da corrida por um lugar na 1ª divisão resta-lhe cumprir o restante calendário com dignidade e rodar os jogadores que menos jogaram ao longo da época.

O C.R.I. jogou com: Santana, T.Silva, André, Beira e Nora, Romão, Erick, Lucas, Ruben, Marques e Edi.
Jogaram ainda: Rui, Kevin, Márcio, Filipe, Venâncio, Alves e Caiado.
Estavam passados 6 minutos, quando o Vasco da Gama chega à vantagem no marcador através do seu nº10, André, que ganha um lance na direita do seu ataque. O treinador do CRI, apercebendo-se das dificuldades no lado esquerdo da defesa coloca Edi como médio direito e passa André Carvalho para o seu lugar, recuando Tiago Silva para a defesa. 
As coisas ficam um pouco mais equilibradas neste período, com Miguel Marques (cuxixo) a tentar incomodar a defesa de Sines. 
Aos 19 minutos, num ataque que não levava grande perigo para a baliza da equipa alhosvedrense,  a bola bate na mão de um defesa e é assinalado penalty. Mendonça concretiza e faz o 0-2. No minuto seguinte, o treinador da equipa da casa reage de novo e faz entrar Caiado. Um pouco mais tarde entra também Filipe Santos.
Aos 30 minutos registo para grande defesa de Santana, a revelar bons reflexos. 
Dois minutos depois, Caiado, depois de um lançamento longo de Nora, consegue isolar-se e quando se preparava para entrar na àrea é agarrado pelo capitão da equipa do Vasco da Gama. Livre e cartão vermelho para o defesa central Domingos. Na marcação do livre nada resulta.
Chega-se ao intervalo com 0-2 com domínio quase total do V.Gama.
No ínicio da 2ª parte, o CRI surge um pouco mais motivado, até porque o adversário está só com 10 jogadores e procura o golo.
Pouco depois, as coisas voltam ao mesmo, o Vasco da Gama ganha um livre frontal e na sua marcação, aos 5 minutos, Mendonça efectua um remate forte e faz o 0-3. O jogo fica praticamente decidido.
O CRI procura reagir através de jogadas individuais, ainda ganha um canto e pouco mais.
Aos 21 minutos, grande remate do nº8 da equipa que veio de Sines, à trave, na recarga e num pontapé colocado, Pedro Mendonça estabelece o 0-4 final.
 Até final pouco se jogou, efectuaram-se as restantes substituições e o calor apertava (31 graus).
Vitória sem contestação do Vasco da Gama.
Boa arbitragem

Reacções:

0 COMENTÁRIOS: