domingo, 31 de janeiro de 2010

Invasão de campo e agressões no Monte da Caparica

O CRI saiu, esta tarde, vergado a uma goleada (5-0) frente ao Monte da Caparica. A vitória não sofre qualquer tipo de contestação, já que a equipa de Nuno Aiveca (apenas contou com 12 elementos, sendo o suplente um GR) não conseguiu resistir ao grande caudal ofensivo dos homens da casa, desorganizou-se e aos 23 minutos já perdia por 3-0 (5’, 19’ e 23’).

No segundo tempo o CRI não entrou melhor e acabou por em 5 minutos (46’ e 51’) deitar por terra qualquer tipo de reacção ao sofrer dois golos algo consentidos. Até aqui tudo parece uma história de um jogo normal, mas esta fica muito longe do que realmente passou-se dentro e fora do rectângulo de jogo.

Valeu tudo para desconcentrar os atletas de Alhos Vedros; insultos, ameaças, gozos, completamente audíveis por todos, até inclusive pelo árbitro Fábio Varanda, que claramente intimidado pelo ambiente que assistia-se deixou-se “enrolar” e só conseguiu carregar ainda mais os jogadores do CRI, deixando-os nervosos; juntando a isso a expulsão hilariante do treinador Nuno Aiveca. O árbitro deixou as regras de lado, fez pela sua vida e acabou por sair debaixo de um ambiente mau, bastante mau.

Do banco adversário saíram insultos dirigidos aos jogadores e técnicos do CRI, mas pior que isso, saiu um claro apoio à triste figura que os jogadores da casa faziam para provocar os visitantes. O exemplo vêm de cima, mas esse é claramente deficiente para “educar”, uma equipa com tanta indisciplina.

No final como se não fosse suficiente, deu direito a invasão de campo para mais uma vez ameaçar os jogadores do CRI e tentar até agredi-los, não fosse a rápida intervenção do staff do CRI. Já dentro do túnel, sim porque neste escalão também existem histórias dessas, a provocação aumentou de tom e deu até para agredir o director do CRI, Raul Calado, com arremesso de um objecto, que deixou marcas visíveis na sua perna, soube o olhar impávido e sereno dos árbitros e elementos da Guarda Republicana.

Seguiu-se à equipa de Alhos Vedros, que teve um comportamento a roçar o brilhante no meio de tudo isto, um banho de água fria para fim de tarde. Uma vergonha!

Reacções:

0 COMENTÁRIOS: