quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Luso FC 1-0 C.R.I. (Juvenis)

Manhã de Domingo com muito frio e chuva com a equipa do CRI a deslocar-se ao Barreiro para um jogo que se adivinhava muito difícil.
A equipa do CRI Alinhou com:
Ruben Zacarias (gr.); Carlos Lança; Luís Barbosa; José Pedro e Hugo Borges; Fábio Jorge; Tiago Poupinha; Davi Rodrigues e Rafael Sardo; Fábio Cartaxo e Juelmer Gomes.
Como Suplentes: Sérgio Belfo; Bruno Lança; Diogo Faísca; Luís Trevas e Ricardo Garcia.

A equipa do CRI iniciou o jogo algo apática tendo a equipa da casa maior ascendente,
Aos 5 minutos canto a favor da equipa da casa com a defesa do CRI a aliviar a bola da sua área esta volta a um jogador do Luso que cruza com Juelmer Gomes a antecipar-se ao guarda-redes e com infelicidade a fazer auto-golo.

Longe de se jogar bem quer de um lado quer do outro a equipa de Alhos Vedros começou a ter algum ascendente na partida e aos 30 minutos após a marcação de um livre por Fábio Cartaxo e após vários ressaltos na área Fábio Jorge vai introduzir a bola na baliza do Luso com o arbitro a apitar falta sobre alegado toque ao guarda-redes do Luso, o que só ele viu pois não havia nenhum jogador do CRI perto do guarda-redes do Luso.
Até ao intervalo continuamos a assistir a um jogo muito mal jogado por parte das duas equipas e com a equipa da casa a fazer uma gestão das bolas como até hoje nunca tinha visto ou seja queimando alguns segundos.
Ao intervalo Luso 1- CRI 0.

Para o 2º Tempo entraram Bruno Lança e Ricardo Garcia para os lugares de Tiago Poupinha e Rafael Sardo.
O 2º tempo mostrou uma equipa do Luso a tentar explorar o contra-ataque rápido e uma equipa do CRI com mais iniciativa de jogo mas pouco esclarecida com muito pontapé para a frente mesmo assim aos 8 minutos penalty clara com o jogador do Luso a colocar as duas mãos á bola mesmo na frente do árbitro que nada assinalou.
Aos 10 minutos do 2ªtempo saiu Carlos Lança e entrou Sérgio Belfo. 
Aos 20 minutos do 2ªtempo saiu Hugo Borges e entrou Diogo Faísca.
Aos 25 minutos do 2ªtempo saiu Juelmer Gomes e entrou Luís Trevas.
Até final manteve-se a mesma toada com algumas jogadas rápidas de contra ataque do Luso e muita luta e crer da equipa de Alhos Vedros.
Resultado Final:
Luso 1- CRI 0.

Venceu a equipa que foi mais feliz, com uma arbitragem infeliz do árbitro da partida que anulou mal um golo ao CRI, não marcou um penalty claríssimo e permitiu aquele infeliz espectáculo (mas inteligente) da reposição de bolas pelo banco do Luso.
Da equipa do CRI á realçar que não tendo jogado bem neste tipo de terreno com estas condições atmosféricas lutou até ao fim por um melhor resultado e mostrou mais uma vez o espírito guerreiro da equipa.


Texto: JF  - Foto: www.cri.web.pt

Reacções:

0 COMENTÁRIOS: