segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Alcacerense 2-0 CRI (Juvenis)

O dia das Bruxas vestido de Azul

Manhã de Domingo algo cinzenta onde se defrontavam o Alcacerense 1º classificado e o Cri 3º, na equipa de Alhos Vedros algumas ausências por doença e lesões.

A equipa do CRI alinhou com:
Tiago Ramos (gr.);Davi Rodrigues; Luís Barbosa (cap.); Fábio Cartaxo e Hugo Borges;
Paulo Ramalhoso; Tiago Poupinha; Bruno Lança e Diogo Faísca; Juelmer Gomes e Ricardo Garcia.
Como Suplentes:
Ruben Zacarias; Sérgio Belfo; Fábio Jorge e Luís Trevas.

Jogo que se previa muito complicado para a equipa de Alhos Vedros, dado que como se veio a provar no decorrer do jogo existe uma terceira equipa interveniente no jogo que adulterou por completo o jogo.
Não se conseguiu perceber se a equipa do CRI entrou bem ou mal no jogo logo desde o apito inicial começou o festival de alguém vestido de azul que começou por marcar livres perto da área da equipa de Alhos Vedros como consequência aos 5 minutos após mais um livre marcado para a área o avançado do Alcacerense sentindo nas suas costas Juelmer lança-se para o chão e grita (alguém vestido de azul), de costas para o lance e com o árbitro auxiliar de frente para o lance a nada assinalar resolve marcar grande penalidade que a equipa de Alcácer aproveita para chegar á vantagem.

Continuando o festival de faltas contra a equipa de Alhos Vedros, iniciou outra festa a distribuição de cartões aos 10 minutos amarelo para Juelmer Gomes e aos 15 minutos para Davi Rodrigues.
O jogo era muito dividido a meio campo com algum ascendente da equipa de Alcácer.
De salientar que a 1ª falta marcada por (alguém vestido de azul) a favor do CRI aconteceu aos 30 minutos da 1ª parte.
A partir desta altura a equipa de Alhos Vedros equilibrou o jogo e começou a ameaçar a baliza do Alcacerense e cerca dos 35 minutos Hugo Borges num remate fora da área leva a bola a bater na barra do Alcácer, até final do 1º tempo notou-se o maior ascendente da equipa do CRI.
Ao Intervalo Alcacerense 1-CRI 0
Para a 2ª parte entraram Fábio Jorge e Luís Trevas para os lugares de Davi Rodrigues e Ricardo Garcia.


Bom inicio de 2ª parte por parte do Cri tendo logo no 1º minuto criado uma excelente oportunidade de golo por Bruno Lança, a equipa de Alhos Vedros continua a mandar no jogo e cerca dos 7 minutos outra boa oportunidade por Fábio Cartaxo após a marcação de um canto, continua o ascendente da equipa do Cri até que entra em acção (alguém vestido de azul), que cerca dos 12 minutos, marca mais uma falta sobre o lado esquerdo e á entrada da área do Cri após um jogador da casa se ter atirado para a piscina e gritado.
Na marcação uma bola rasteira que tabela na barreira atravessa toda a defesa e vai entrar no canto direito da baliza á guarda de Tiago sendo este surpreendido com a trajectória que a bola tomou.
Os Jogadores de Alhos Vedros sentiram o golo mas continuaram a lutar e a empurrar a equipa da casa para o seu meio campo então (alguém vestido de azul), resolveu voltar á carga aos 17 minutos numa bola disputada por Barbosa e Paulo Ramalhoso com um avançado contrário Barbosa fás falta ele mostra amarelo ao Paulo Ramalhoso que com a injustiça protesta então mostra vermelho.
Aos 20 minutos, amarelo para Luís Trevas, aos 23 minutos uma entrada mais dura de Fábio Jorge mostra vermelho directo, Fábio Cartaxo fala leva amarelo seguido de vermelho estava completa a actuação da 3ª equipa.
Até final assistimos a um jogo de 11 contra 8 (7 de campo + guarda redes), a equipa de Alhos Vedros não sofreu mais nenhum golo como ainda a espaços consegui jogar no meio campo do Alcácer, estes neste (17 minutos + 5 de compensação), não criaram uma situação flagrante de golo, neste espaço de tempo (alguém vestido de azul), descansava da sua exemplar actuação.
Aos 35 minutos entrou Sérgio Belfo e Saiu Tiago Poupinha.
O vermelho mostrado ao Fábio Jorge até pode ser aceitável, pois é uma entrada dura o que não se aceita é que momentos antes um jogador da equipa da casa ter tido uma entrada ainda pior sobre um jogador adversário e levou amarelo a muito custo.
Alguém vestido de azul prejudicou desde o 1º minuto do jogo a equipa do CRI (os árbitros assistentes estiveram à altura do jogo nada a criticar), estragando por completo um jogo que sem a sua má influência teria sido um bom jogo de futebol.
Os jogadores do CRI têm que levantar a cabeça, dado que não estiveram mal e que se não tivessem existido influências externas ao jogo provavelmente o resultado seria outro. Devem pensar no próximo, esperando que alguns dos ausentes hoje regressem e mesmo sabendo que vão ter menos 3 jogadores devem treinar bem durante a semana para ganhar já o próximo jogo.

Texto: JF



Nota: O árbitro do encontro foi Vítor Lourenço

Reacções:

0 COMENTÁRIOS: